Notas sobre Investimentos – Junho 2018

DATA: 20/07/18 Investimentos

CENÁRIO

Ainda sentindo os efeitos da paralização dos caminhoneiros no mês de maio, o mês de junho permaneceu com o mercado em estresse, pesando sobre os dados de economia e expectativa do PIB. Os gestores agora projetam o crescimento da economia abaixo de 2% em 2018.

No exterior, as bolsas internacionais tiveram retornos negativos e o dólar teve uma valorização de 3,58%, devido ao aumento da incerteza em função da posição dos EUA com a política de juros interna e com as sanções comerciais a outros países, em especial com a China.

IMPACTO NAS CARTEIRAS

Apesar de negativo, o mês ainda foi melhor que maio. Na Renda Fixa, os juros de longo prazo continuaram em abertura, o que fez com que títulos como NTN-B e Pré-fixados tivessem rentabilidade pouco negativa. Já os ativos ligados aos vencimentos mais curtos acabaram o mês em patamares próximos ou acima do CDI/SELIC.

Em relação à Renda Variável, O Ibovespa acompanhou o pessimismo da economia e fechou com uma perda de -5,20% no mês, e no ano o Índice acumula perda de -4,76%. No entanto, o mercado já ensaia alguma recuperação em Julho.

Todos os perfis sofreram menos em Junho se compararmos ao mês anterior, mas as rentabilidades seguiram negativas para os Perfis 0 a 10, 10 a 20 e Mais de 20, pois o impacto da renda variável foi suficiente para reverter os ganhos da renda fixa. O Perfil Aposentado teve rentabilidade acima da poupança, mas pouco abaixo do CDI. A tendência, agora que os números da greve ficaram claros é de que os preços do mercado financeiro continuem oscilando com a atenção voltada para as eleições em outubro.

A Previbayer segue com uma carteira mais defensiva, mas sempre atenta às mudanças de humor do mercado financeiro. Lembramos sempre à todos, que o rendimento dos perfis devem sempre ser considerados em períodos acima de 24 meses, pois o valor de um mês isoladamente não reflete corretamente os resultados dos rendimentos a médio e longo prazo.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

Não há nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar utilizando o formulário acima.