arquivos para download

baixe aqui os ultimos arquivos enviados

Olá


TÍTULO

DESCRIÇÃO

EVENTO

GRUPO

Ir para pasta:

Ainda vale a pena investir em imóveis?

DATA: 22/10/18 F. pessoais

Durante décadas investir em imóveis era considerado uma alternativa segura para rentabilizar o seu dinheiro. Em momentos em que a inflação estava extremamente alta, essa era uma maneira segura de proteger o seu dinheiro de eventuais confiscos. Mas diante da crise e instabilidade econômica que o país tem atravessado nos últimos tempos, o mercado imobiliário, assim como diversos outros setores da economia, foram impactados brutalmente. Isso resultou em uma desvalorização de imóveis e em uma dificuldade gigantesca em vender essas propriedades. Então, será que ainda vale a pena investir em imóveis?

Assim como tudo na vida tem o seu lado negativo e positivo, o mercado imobiliário também apresentou boas condições para investimentos, apesar da crise. Se você realmente quiser comprar um imóvel, o nosso momento atual é mais propenso para isso, pensando financeiramente. Os preços dessas propriedades não tiveram alterações significativas e se manteve estável. Em contrapartida, vale ficar de olho em como o resultado das eleições pode impactar esse segmento.

Uma boa alternativa para quem não tem recursos o suficiente para adquirir um imóvel, é investir nos fundos de pensão. Eles são ativos do mercado imobiliário que dividem uma propriedade em cotas. Ou seja, é como se uma casa tivessem vários donos, cada um com uma porcentagem dessa propriedade. Mas embora sejam mais baratos para adquirir, eles possuem uma taxa de administração que o fundo cobra para a sua gestão.

Mas antes mesmo de realizar qualquer tipo de investimento, é necessário parar e refletir sobre algumas questões: qual é o montante que você está disposto a investir? Qual é o tempo limite que você estabelece para poder resgatar esse dinheiro? Qual é o risco do investimento que você acredita que está preparado para correr?

Para te ajudar nessa decisão, a Previbayer preparou para você uma sequência de vantagens e desvantagens de investir em imóveis no momento atual da economia.

VANTAGENS

1) É um investimento seguro

A partir do momento da aquisição do imóvel e do registro no cartório, você estará amparado pela lei e pelos documentos declarando que aquela propriedade é sua e de ninguém mais, dificultando ainda que alguma ação que ocorra por meio da justiça confisque esse bem de você. As chances de você perder esse imóvel são baixíssimas e só podem ocorrer caso não haja o pagamento correto dos impostos.

Caso você prefira alugar esse imóvel a terceiros, o contrato ainda prevê uma multa caso o inquilino resolva deixar a propriedade antes do período pré-estabelecido, que costuma somar 30 meses.

Além disso, caso haja uma instabilidade econômica gigantesca como houve em 1994, durante o governo Collor, em que a poupança da população brasileira foi congelada e as pessoas não conseguiam tirar dinheiro, dificilmente um bem físico pode ser inserido nesses processos. Isso quer dizer que, na pior das hipóteses, se houver um novo Plano Collor ou algo semelhante, seu investimento estará seguro. Essa é uma boa garantia para momentos instáveis de eleição.

2) Potencial de valorização do seu imóvel

Segundo um estudo divulgado pela Fundação Getúlio Vargas junto com a SindusCon-SP, o Brasil registrou um déficit habitacional de mais de 7 milhões de domicílios em 2017, o que corresponde a um crescimento de 3,1% em relação aos números de 2016. Isso quer dizer que mais de 7 milhões de pessoas vivem em condições de moradia precárias ou que estão em risco.

A consequência deste cenário atual é uma crescente demanda por imóveis, que não está sendo suprida totalmente pelas grandes empresas do ramo.

3) Diversificação de renda

Investir em imóveis se tornou uma alternativa para a diversificar o portfólio de investimentos como os da bolsa de valores, tesouro direto, CDB’s, entre tantos outros. Mas o que poucos sabem é que é possível ainda fazer variações dentro do mercado imobiliário. É possível investir em imóveis residenciais ou adquirir propriedades comerciais. Isso aumenta o seu poder de compra e deixa o seu investimento mais seguro.

DESVANTAGENS

1. Investimento extremamente alto

O custo de aquisição de uma propriedade ou terreno é excessivamente alto. Por isso, uma grande maioria costuma financiar esses imóveis. No entanto, isso quer dizer que uma parte dos seus futuros lucros serão destinados para bancar os custos desse financiamento. Ou seja, você nem começou a rentabilizar ainda, mas já está contando com esse dinheiro para pagar dívidas.

2. Custos anteriores a alocação

Caso a sua ideia seja alugar este imóvel para terceiros, você precisa deixá-lo habitável e condizente com o tipo de locador que você quer. Ou seja, se a propriedade será destinada para uma família morar, é preciso se certificar que o imóvel esteja em condições para que pessoas habitem aquele local. Agora, se você preferir alugar para algum comércio, é preciso deixar o espaço com os pré-requisitos necessários para aquele tipo de locação.

Esses custos iniciais que antecedem a locação podem sair bem caros, mas são necessários.

Além disso tudo, se você optar por contratar uma imobiliária para que ela tenha o trabalho de encontrar o melhor inquilino para o seu imóvel, você também abre mão de uma porcentagem do seu dinheiro. Quando a imobiliária assume o papel de intermediadora de venda ou locação, é comum que ela fique com o valor integral do primeiro mês do aluguel. Já no caso de venda de imóveis, essa taxa varia entre 5% e 10% do valor da venda.

3. Tem que ser bom negociador, senão você vai perder dinheiro

Quando você finalmente encontra uma pessoa interessada no seu imóvel e parece que as coisas vão, enfim, dar certo, você pode se deparar com uma situação bem comum: a pessoa não quer pagar o valor que você está pedindo pelo imóvel ou pelo aluguel. Como é difícil encontrar compradores que estejam dispostos a pagar o valor desejado, muitos proprietários acabam se rendendo a um acordo e abrem mão de parte de seu lucro para poder fechar o negócio. Por isso, ser um bom negociador é fundamental.

QUERO INVESTIR EM IMÓVEIS, E AGORA?

Bom, se depois de analisar e pensar bem sobre essas questões, você decidir que esse realmente é um investimento válido para você, é possível concretizar essa vontade de forma consciente.

A primeira coisa que é necessária fazer é pesquisar. Pesquise muito, pesquise exaustivamente sobre o local, o preço dos imóveis da região, sobre a segurança, se tem comércio ao redor, se existe fácil acesso a transporte público, se vale a pena investir em um imóvel usado ou em um novo, quais são as reformas necessárias caso o imóvel seja usado.

Essas informações vão te auxiliar na escolha do melhor imóvel e localização, além de te ajudarem a precificar essa propriedade e ter como carta na manga os argumentos que podem convencer o futuro proprietário ou inquilino a fecharem negócio com você. Outra vantagem é que se você quiser adquirir uma casa própria, para seus usos e frutos, essa coleta de informações te ajudará a fazer uma escolha muito mais consciente e assertiva para as suas necessidades.

Como dito anteriormente, esse é um investimento caro e provavelmente um dos maiores e mais importantes de sua vida. Por isso, poupar dinheiro para evitar um financiamento gigantesco é essencial. Para isso, reveja as suas despesas e o que você pode cortar de gastos supérfluos. Opte por fazer refeições em casa, use o transporte público ao invés do carro, entre outras economias.