arquivos para download

baixe aqui os ultimos arquivos enviados

Olá


TÍTULO

DESCRIÇÃO

EVENTO

GRUPO

Ir para pasta:

Nota sobre Investimentos – Fevereiro 2021

DATA: 08/03/21 Investimentos

(Atualizado em 19/03/2021)

O mês de fevereiro começou positivo, tanto no cenário doméstico quanto no internacional. Contudo ao longo do mês alguns eventos fizeram reverter o apetite ao risco dos investidores, contribuindo para resultados mistos para nossas carteiras e para os investimentos no Brasil em relação ao mundo.

No cenário doméstico, logo no início do mês houve as eleições dos presidentes para Câmara dos Deputados e Senado Federal. Tais cargos são responsáveis por determinar as prioridades de votação do poder legislativo em âmbito federal. Ambos os eleitos tiveram o apoio do Presidente da República, o que foi entendido como um sinal positivo, tendo em vista que um maior alinhamento entre os poderes Executivo e Legislativo, podem garantir pautas relevantes para o melhor desempenho da economia. Contudo, no primeiro mês de atuação de Arthur Lira (presidente da Câmara dos Deputados) e de Rodrigo Pacheco (presidente do Senado Federal), não foi possível observar o andamento destas pautas. Somado a isso, o mercado financeiro repercutiu de forma negativa à inferência do Governo Federal na Petrobras, indicando novo presidente para a companhia, aumentando o temor de maiores intervenções no futuro, causando uma instabilidade institucional, que pode impactar a competitividade do país.

No exterior, mais especificamente nos EUA, continuou os trâmites para aprovação do pacote de incentivo fiscal de US$ 1,9 trilhões, que será benéfico para os mercados. Contudo o temor de uma maior inflação americana gerou cautela para os investidores, ainda que o Banco Central americano (FED) tenha reafirmado seu compromisso em manter um ambiente favorável de juros baixos visando uma meta de inflação média de 2% ao longo do tempo.

Em números, o Ibovespa apresentou uma variação negativa de 4,37%, o Dólar frente ao Real valorizou 0,99% e o IMA-Geral desvalorizou 0,69%. Os três indicadores dão sinais ruins pelo segundo mês consecutivo, apesar de resultados positivos que as empresas listadas em bolsa vêm entregando entre outros indicadores econômicos.

A crise da Covid-19 continua sendo o centro das atenções, porém, com diferenciações entre algumas nações, como exemplo, alguns países, principalmente os desenvolvidos, já começam a sentir o efeito positivo das vacinas e estimam datas para alcançar a imunidade de rebanho e consequentemente, fim das medidas emergenciais, como gastos e restrições de mobilidade.

 

CONFIRA A RENTABILIDADE
DOS PLANOS A SEGUIR: