arquivos para download

baixe aqui os ultimos arquivos enviados

Olá


TÍTULO

DESCRIÇÃO

EVENTO

GRUPO

Ir para pasta:

Pague menos impostos: Saiba como as contribuições “extras” podem deduzir até 12% do IR

DATA: 03/03/21 Dinheiro

Você sabia que, investindo no plano de previdência privada, pode pagar menos impostos? Isso é possível graças ao incentivo fiscal do Governo Federal, uma ajuda para que os trabalhadores possam ter planos privados de aposentadoria e de quebra deduzir o rendimento tributável anual. E como funciona esse incentivo?

Todas as contribuições feitas para os planos de previdência complementar podem deduzir até 12% da base de cálculo anual do Imposto de Renda. Sendo assim, o valor que é descontado na folha de pagamento dos participantes da Previbayer, já entra nessa porcentagem, ou seja, contabiliza na base de cálculo para reduzir os impostos.

Entretanto, nem sempre a contribuição definida consegue alcançar os 12% possíveis de deduzir no imposto. Para chegar nessa porcentagem, o participante pode fazer contribuições voluntárias ou adicionais. Esses aportes “extras” seriam como os incentivos fiscais que, além de valorizarem o seu investimento para a aposentadoria, diminuem os impostos pagos anualmente.

Para ficar mais claro, vamos ver um exemplo. Um trabalhador com renda anual de R$60.000, que não faz as contribuições adicionais, terá de pagar mais ou menos R$6.000 de Imposto de Renda anualmente. Porém, se ele fizer as contas certinhas e contribuir com valores adicionais ao longo do ano, terá redução de 12% na base de cálculo e assim pagará cerca de R$4.250 no Imposto de Renda. Esses valores podem variar de acordo com a base de cálculo de cada ano. Entenda no detalhe:

Renda Bruta Anual: R$60.000 (salário de R$6.000,00)

Valor máximo de contribuições para Incentivo Fiscal: R$ 7.200,00

(-) Total de contribuições realizadas para Planos de Previdência Privada: R$ 1.453,68

Sugestão de valor para aporte esporádico para uso de 100% do incentivo fiscal: R$ 5.746,32

 

Essa simulação é apenas uma ilustração simplificada do benefício fiscal. Não estamos considerando na simulação despesa com saúde, educação e outras variáveis que podem afetar o resultado. **Aplicada de acordo com a tabela vigente de IRPF.

Além disso, os planos de previdência complementar que funcionam pela Tabela Regressiva também recebem dedução do Imposto de Renda. Nesse modelo, quanto mais tempo você deixar o plano rendendo no longo prazo, menor será o imposto a ser pago no momento da retirada do dinheiro.

A boa notícia é que os participantes da Previbayer não precisam esperar até o final do ano para realizar uma contribuição esporádica ou adicional, e assim deduzir o IR. É possível fazer aplicações extras ao longo de todo o ano. Inclusive, essa é uma boa maneira de se organizar melhor financeiramente, controlar seus gastos e investir na aposentadoria.

Mas como saber qual é o valor dessas contribuições? É mais simples do que parece. O primeiro passo é calcular a sua renda anual, multiplicando todos os seus ganhos por 12 (meses). Assim, se você recebe um salário de R$5.000 (líquido), a sua renda anual será de R$60.000, como citamos no exemplo anterior.

Feito isso, o segundo passo é descontar 12% desse valor total, que daria R$7.200. Parece muito, não é mesmo? Mas agora vem o truque: vamos dividir R$7.200 por 12, ou seja, doze meses. O resultado é R$600. Este seria o valor a ser contribuído mensalmente para o seu plano de previdência atingir a porcentagem ideal e deduzir o Imposto de Renda no final do ano.

Vale lembrar que as contribuições definidas também entram nessa porcentagem de dedução. Assim, pode ser até que o seu plano já esteja perto de atingir os 12%, dependendo de quanto escolheu para descontar na sua folha de pagamento. Nesse caso, vale fazer as contas e verificar quantos porcentos você precisa descontar da sua renda anual, verificar o valor das contribuições adicionais e assim receber a dedução na base de cálculo do Imposto de Renda.

Também é importante reforçar que o Imposto de Renda é cobrado sobre os rendimentos do ano que passou, ainda que a declaração seja feita no ano atual. Por exemplo, o imposto de renda pago em 2021 se refere aos rendimentos de 2020. Mas nunca é tarde para começar a contribuir a mais no seu plano e deduzir os impostos dos próximos anos!

Se você fizer os cálculos certinhos, de acordo com sua renda anual e sua contribuição definida no plano, poderá chegar num valor confortável para contribuir a mais todo mês. Assim, quando for a hora de fazer sua declaração do IR referente a 2021, terá a dedução de 12% da renda bruta anual e pagará ainda menos impostos.

Mas lembre-se: para aproveitar o Incentivo Fiscal é preciso escolher o modelo completo da declaração de ajuste anual.

Deu para entender como funciona o incentivo fiscal e como suas contribuições esporádicas ou adicionais podem te ajudar a pagar menos impostos? 

Se precisar de ainda mais ajuda, pode entrar em contato com a gente, nossa equipe irá te auxiliar com todo prazer. Conte sempre conosco!

Gostou desse conteúdo? Não esqueça de enviar para seus amigos e compartilhar nas redes sociais! Continue acompanhando nosso blog para aprender mais sobre educação financeira, investimentos, além de qualidade de vida na aposentadoria e muito mais.

Rua Domingos Jorge 1100, SP, São Paulo – CEP: 04779-900

Central de Atendimento (de segunda à sexta feira, das 08 às 17h)
0800 818 2020 | contato@previbayer.com.br