arquivos para download

baixe aqui os ultimos arquivos enviados

Olá


TÍTULO

DESCRIÇÃO

EVENTO

GRUPO

Ir para pasta:

Notas sobre Investimentos – Janeiro 2020

DATA: 20/02/20 Investimentos

O mês teve como principais destaques, eventos externos relacionados ao ataque dos EUA que eliminou a principal liderança militar do Irã, acirrando os ânimos na região, somada a ameaça de uma nova epidemia global de gripe, denominada como Coronavírus. Taís eventos promoveram uma maior pressão no câmbio (dólar) e nas bolsas de valores ao redor do mundo, principalmente dos países emergentes que possuem uma dependência maior da China.

CENÁRIO DOMÉSTICO

O ano iniciou com uma revisão de inflação mais baixa para 2020, ancorada principalmente por dados mais fracos da atividade econômica, e como consequência, uma probabilidade de menor crescimento do país e, deflação (queda de preço) significativa do preço das carnes, após o choque que houve nesse item no final de 2019. Por essas razões, entrou no radar de alguns analistas econômicos, a possibilidade de mais um corte na taxa básica de juros, SELIC, que atualmente está em 4,5%, proporcionando no mês, uma redução das taxas de alguns títulos públicos federais, principalmente os de curto prazo, favorecendo o resultado dos investimentos no segmento de Renda Fixa.

CENÁRIO GLOBAL

O destaque ficou com a ofensiva dos EUA sobre o Irã logo no início do mês, que culminou na morte da principal liderança militar iraniana, gerando dúvidas nos mercados sobre possível retaliação, porém, se dissipou rapidamente, quando ficou claro que não haveria maiores consequência aos EUA. O segundo destaque, considerado mais grave e provavelmente duradouro, foi o aparecimento de nova epidemia, gerada pelo Coronavírus, originária da China (segunda maior potência econômica mundial), sendo mais preciso da cidade de Wuhan, gerando um temor global, quanto a possibilidade de chegar nos principais centros econômicos chineses, Xangai e Pequim, além de outras regiões ao redor do mundo, gerando tensões quanto ao impacto nas economias globais, principalmente pela relevância da China no contexto atual. Estes movimentos desfavoreceram a Renda Variável (ações), que encerrou o mês com resultado negativo e o câmbio (dólar) que se apreciou frente a nossa moeda (Real).

IMPACTO NAS CARTEIRAS

Apesar do contexto internacional mais depreciado, porém, compensado pela Renda Fixa doméstica que adicionou valor, uma estratégia diversificada que os perfis de investimentos possuem atualmente, principalmente os perfis, 0 a 10, 10 a 20 e 20 anos ou mais e, gestores de recursos especializados que realizam a gestão dos nossos investimentos, encerramos o mês com todos os perfis apresentando resultado positivo e superando a meta estabelecida para cada um dentro do mês.

Importante: Avaliar o resultado mensal tem a sua importância, porém, a relevância maior é necessária estar no longo prazo (períodos maiores), pelo objetivo do nosso tipo de investimento (aposentadoria) e, principalmente pelos dias atuais de taxa de juros em patamar baixo, provavelmente por tempo mais prolongado, gerando uma oscilação maior dos resultados no mês a mês.