arquivos para download

baixe aqui os ultimos arquivos enviados

Olá


TÍTULO

DESCRIÇÃO

EVENTO

GRUPO

Ir para pasta:

Notas sobre Investimentos – Agosto 2020

DATA: 21/09/20 Investimentos

O mês de agosto, quebrou a sequência de quatro meses de recuperação dos ativos domésticos de mais risco, impactando diretamente os nossos resultados.

O principal componente que colaborou para a quebra da sequência positiva, foi a dúvida do mercado quanto à questão fiscal do Brasil, ou seja, preocupação com o aumento da dívida pública que já se encontra num patamar elevado, adicionando o risco de descumprimento do Teto dos Gastos Públicos, Emenda Constitucional de 2016 que tem como objetivo limitar o crescimento do gasto público brasileiro.

No cenário externo, vimos uma continuidade da recuperação, refletindo em boa parte a postura expansionista do Banco Central dos EUA (FED) que sinalizou um período longo de taxas de juros baixa (atualmente está na faixa de 0% a 0,25%), medida que tem como objetivo contribuir para a recuperação da economia americana, fator que também colabora de forma positiva com a economia de outros países.

Continuamos no enfrentamento da Covid-19, temos presenciado a diminuição de óbitos ao redor do mundo, fator que vem possibilitando um afrouxamento maior das economias. A vacina ainda se encontra em fase de testes, sendo que algumas já estão na fase final, necessárias para as autorizações da vigilância sanitária de cada país, no Brasil conhecida como ANVISA.

Em agosto, com exceção ao perfil aposentado, os demais perfis apresentaram rentabilidade negativa, conforme abaixo:

 

Diferentemente dos demais perfis de investimentos, perfil Aposentado nesse mês apresentou resultado positivo, já refletindo o ajuste realizado em sua política de investimentos que teve como objetivo a diminuição de risco, que faz sentido por esse perfil ter como conceito a preservação de capital ou para os participantes totalmente avesso ao risco. O perfil Aposentado está caminhando para ter uma exposição considerável em ativos pós-fixado (CDI e/ou Selic), considerado de baixíssimo risco, porém, com uma probabilidade menor de ganho com o tempo, se comparado com os demais perfis de investimentos.

Os perfis de investimentos (0 a 10 anos, 10 a 20 anos ou 20 anos ou mais), apresentaram resultado negativo no mês, em virtude da performance negativa apresentada pelos ativos de mais risco e que compõem a carteira dos respectivos, como exemplo: o índice de inflação longa (IMA-B 5+) encerrou o mês em -3,62%. Já o principal índice da bolsa brasileira (Ibovespa), fechou o mês com resultado negativo de 3,44%. Em contrapartida e devido o nosso portfólio possuir um nível de diversificação de estratégia de investimentos interessante, a parcela do exterior contribuiu para diminuir o impacto negativo oriundo do cenário doméstico. O MSCI World em R$, índice de Renda Variável global apresentou no mês resultado positivo de 12,02%.

Na sequência, quadro de rentabilidade por perfil de investimentos, com resultados acumulados e alguns indicadores de mercado para comparação:

CD FLEX:

PREVILEVE:

Continuamos no “modo cautela”, em virtude ainda da Covid-19 e os reais desdobramentos e consequências sobre as economias mundiais, sendo recentemente adicionamos em nossos cenários uma preocupação maior oriunda do mercado doméstico, devido maiores riscos com a questão fiscal do país.

Rua Domingos Jorge 1100, SP, São Paulo – CEP: 04779-900

Central de Atendimento (de segunda à sexta feira, das 08 às 17h)
0800 818 2020 | contato@previbayer.com.br